Página Inicial
Mahabharata
Perguntas e Respostas
Vida e Pensamentos
Fale Conosco

 

Entrevista

 

Durante suas conferências, em conversas pessoais, ou em inúmeras entrevistas à imprensa, Acharyadeva é indagado sobre diversos assuntos. As perguntas que selecionamos aqui são as mais freqüentes e refletem as dúvidas de muitos. As respostas cobrem os temas básicos e são uma magnífica introdução ao pensamento filosófico da consciência de Krishna.

x

Pergunta - Entendo que este movimento é baseado nos Vedas.Gostaria que o senhor explicasse melhor o que isso significa.

Acharyadeva - A primeira coisa é que os Vedas são conhecimento divino. E, a propósito, nós estamos traduzindo estes mesmos Vedas para aproximadamente 25 idiomas. O Bhagavad-gita Como Ele É, nosso livro mais conhecido e famoso, faz parte desses Vedas e é tema de estudo nas principais universidades do mundo. Os Vedas são eternos e não têm nenhuma origem mundana.

Os eruditos mundanos nunca conseguiram achar um começo, ou princípio, para os Vedas. Porque o conhecimento védico existe sempre, inclusive em outros planetas. Não é algo que pertença a uma seita, algum país, alguma região ou a algum estágio histórico. Nos mesmos Vedas está dito que o Senhor Supremo os produziu de Sua própria respiração. Os Vedas são então conhecimento eterno e perfeito.

Pergunta - Esse Senhor seria...

Acharyadeva - Krishna, o mesmo Deus.

Pergunta - O que significa védico?

Acharyadeva - Védico vem da palavra veda. Veda, em sânscrito, significa conhecimento. Veda é o conhecimento da escritura original do mundo. Foi escrito em sânscrito, há cinco mil anos, e, na época, dividido em quatro seções, para uma melhor compreensão entre diferentes pessoas da sociedade. Por exemplo: segundo o grau de conhecimento do estudante, o tema é explicado com mais ou menos detalhes.

Falando para estudantes que estão começando, o professor deve explicar tudo detalhadamente; porém, explicando para estudantes avançados, basta fazer referências – tal processo, tal teoria – sem muitos detalhes. No passado, os seres humanos eram muito vais avançados do que hoje em dia. A teoria de que a sociedade vem evoluindo é um exemplo típico de projeção. Ou seja, que projetamos nossa experiência em áreas ou circunstâncias fora de nossa percepção.

Os psicólogos chamam este processo de projeção. Assim, na Europa, após a queda do império romano, os homens eram muito primitivos, e posteriormente fizeram algum progresso. Devido a essa experiência de avanço nas áreas de filosofia e das ciências, pensavam que o mundo inteiro fosse como eles, como sua experiência.

Do ponto de vista da história, cinco mil anos são muito pouco, porque, na verdade, o homem existe há milhões e milhões de anos, mais por apenas mil anos de experiência, eles pensam – projetam – que todos eram primitivos e moravam nas cavernas. Se você estudar os livros de antropologia, ou arqueologia, verá que todos os dados que apoiam essa teoria quase não existem. Eles estão imaginando que seja assim.

Os Vedas existem por milhões de anos e há cinco mil anos foram divididos porque as pessoas, agora, são de menor inteligência e, por isso, é necessário explicar com mais detalhes. No Veda original havia instruções como “faça sacrifício para Deus, medite em Deus, conheça a Verdade Absoluta”, mas hoje em dia, essa instrução é insuficiente. Por isso o Veda foi dividido, junto com outras literaturas complementares, quando foram adicionados, também, muitos detalhes e explicações.

Entre esses livros encontramos o Bhagavad-gita, o livro falado pelo próprio Krsna, o Senhor Supremo. Segundo nosso conhecimento, o Senhor Supremo esteve na Terra, há cinco mil anos. Assim como no Ocidente se sabe que o filho de Deus apareceu há dois mil anos, possuímos informações de que o próprio Deus apareceu, há cinco mil anos, e isto é sabido por todos na Índia.

Há um bilhão de pessoas que sabem disto, mas, devido às circunstâncias políticas e econômicas, nós desconhecemos este fato. Na Índia encontramos um corpo de literatura muito avançada em conhecimento espiritual. Mas, devido a que o Ocidente ficou dominando o mundo, científica, econômica e politicamente, as escrituras desse poder político ficaram proeminentes.

E, devido a que a Índia foi conquistada e dominada política e economicamente, suas escrituras foram menosprezadas como primitivas. Além disso, houve um domínio político e militar, fazendo com que as pessoas do Ocidente digam que suas escrituras são muito mais elevadas. 

Quando dizemos védico, é como se disséssemos cristãos. Cristo, cristão. Veda, védico. Veda quer dizer conhecimento, mas, obviamente também se refere a um corpo de literatura da Índia e ao conhecimento que emana dela.

Pergunta - De que época remonta o movimento Hare Krsna?

Acharyadeva - No Oriente ou no Ocidente?

Pergunta - Em ambos os lugares.

Acharyadeva - Este processo para a realização de Deus é oriundo da Índia, onde é praticado desde tempos imemoriais. Há 500 anos, o processo de bhakti yoga (yoga da devoção) ressurgiu com novo ímpeto, com o aparecimento de Srila Caitanya Mahaprabhu, uma encarnação de Krsna. Ele iniciou este movimento Hare Krsna, o qual posteriormente, no ano de 1966, foi trazido para o Ocidente por Sua Divina Graça A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada, e está sendo apreciado 
por muitas pessoas.

Pergunta - Como surgiram os Hare Krsna no mundo?

Acharyadeva - Esta proposta da consciência de Krsna é a cultura mais antiga do mundo. As outras é que surgiram posteriormente. Deus é eterno e o conhecimento de Deus também é eterno – e esta cultura também é eterna. Esta cultura de se render a Deus e conhecê-lO veio ao mundo ocidental, apesar de sempre existir na Terra.


Pergunta - Qual seria a razão deste movimento vir para o Ocidente?

Acharyadeva - Porque é uma coisa genuína, boa, pura, e hoje em dia todos estão procurando algo puro e agradável. Então, a coisa mais agradável é Krsna. Krsna é a coisa mais agradável e mais pura, e por isso é natural que as pessoas O queiram. Também todo ser vivo tem sentimentos.

Neste mundo, as nossas relações amorosas são impuras e materiais. Impuras no sentido de que sempre, em nosso sentimento de amor, existe algum desejo ou motivação pessoal Krsna é tão atrativo e purificante que na consciência de Krsna perdemos toda a motivação pessoa e queremos desfrutar amor puro, amor por Krsna.

Pergunta - Em quantas cidades do Brasil existe o movimento Hare Krsna?

Acharyadeva - Existem centros oficiais em todas as principais cidades do Brasil. Você pode encontrar nossos endereços em nossos livros.

Pergunta - Existem pessoas que se referem ao movimento Hare Krsna como a uma seita.

Acharyadeva - O movimento Hare Krsna não é uma seita. É uma ciência e filosofia. A palavra seita talvez seja apropriada para descrever outros grupos; mas no nosso caso é uma palavra completamente errada. Talvez chamem de seita porque não têm inteligência suficiente para ler nossos livros e saber que eles fazem parte do conhecimento mais antigo do mundo. Este conhecimento existia há milhares de anos antes de Cristo. É a ciência mais antiga do mundo. A ciência da auto realização.

Pergunta - O que é preciso para uma pessoa entrar para o movimento Hare Krishna?

Acharyadeva - Boa vontade. O desejo de aperfeiçoar sua vida e conhecer a Verdade Absoluta. Nós somos partes integrantes de Deus. Fazemos parte dEle. Então, como podemos compreender o que somos, sem compreender Deus? Existe uma alma suprema, e sem compreender cientificamente esta alma suprema, como poderemos entender nossa própria identidade como almas espirituais?

Pergunta - Vocês acreditam que a purificação venha através do cantas dos santos nomes?

Acharyadeva - Sim. Neste mundo escuro, o que seria mais puro do que o nome de Deus? Deus está em Seu santo nome. Por isso, em qualquer cultura, aceita-se o santo nome de Deus. Todo mundo já ouviu falar do santo nome de Deus. O nome de Deus é santo porque Deus está presente nele. Por cantar estes nomes você já está com Deus.

Como no telefone, ao ligar para sua família que está longe... você está lá. Mesmo materialmente, obtemos uma comunicação íntima à distância. Rama e Krsna são nomes de Deus. Cantando estes nomes – Hare Krsna, Hare Krsna, Krsna Krsna, Hare Hare / Hare Rama, Hare Rama, Rama Rama, Hare Hare – você está diretamente em contato com Deus, e esse contato purifica. Se você coloca uma barra de ferro no fogo, ela adquire as qualidades do fogo.

Se a tocar você queimará, porque ela está agindo como fogo. Assim mesmo, se colocar sua consciência na vibração do nome de Deus, ela se tornará divina, por contato. Associando-se com pessoas viciadas em drogas, você também ficará viciado. Mas, se escolher a companhia de pessoas avançadas espiritualmente, você também se tornará avançado.


Pergunta - O que o Hare Krsna prega?

Acharyadeva - Que a vida humana é bem diferente da vida animal, no sentido de que além de comer, viver, dormir, fazer sexo e coisas assim, nós temos capacidade cerebral. Temos inteligência e ela se destina a compreender Deus. O propósito da vida humana é compreender Deus e render-se a Ele.

Assim, devemos entender que não somos apenas corpos físicos, máquinas biológicas, mas sim almas eternas. Todos os grandes filósofos entenderam isto e nós também podemos entender que o propósito da vida é resgatar a alma desta prisão material e voltar ao reino de Deus.

 

 

   

O que significa "védico"

Movimento Hare Krishna